Sunday, December 12, 2010

Cá estamos!


Atendendo a pedidos, cá estamos. Sangue italiano nas veias, venho de uma família comilona. Nasci comilão, devo morrer comilão e, no meio do caminho, fui desenvolvendo mais e mais meu interesse por comidas dos vários lugares por onde passei. Bares, restaurantes, viagens.

Tem muita gente que faz um monte de cursos, compra um monte de apetrechos caros para a cozinha e, mesmo assim, não sabe cozinhar. Então esqueça isso.

Os únicos cursos de culinária que fiz em minha vida foram dois ou três workshops na época em que fabricava chocolates e pães-de-mel com minha mãe. Minhas principais escolas foram a curiosidade, a teimosia e o prazer por cozinhar e comer.

Também não tenho materiais de alta gastronomia em casa. Acho bonito ter, mas não são essenciais. Importante é ter boas panelas, colher de pau, facas que cortam e um bom fogão. Tendo isso tudo, aliado a bons ingredientes, é possível cozinhar quase tudo.

Se eu for citar um grande inspirador, posso dizer que foi o chef inglês Jamie Oliver. Comecei a assistir os programas dele há alguns anos e o que mais me encantava no seu trabalho é a simplicidade com que faz os pratos, tornando a culinária acessível às práticas do cotidiano.

No comments:

Post a Comment