Saturday, April 4, 2015

Cuscuz Paulista.

Cuscuz é uma invenção diabólica. É daquelas coisas que a gente começa e não para de comer. Dizem que sua origem é indígena e parece que os índios colocavam as carnes de caça misturadas na farinha de milho cozida quente, embrulhavam em folhas de bananeira e saíam estrada afora. Pode ser apenas uma lenda urbana, porque o cuscuz marroquino, feito com sêmola de trigo, tem uma outra cara, mas com diversos ingredientes em comum, como legumes e carnes. 

Eu nunca tinha feito um cuscuz antes e já fazia algum tempo que estava doido para experimentar. E parece que deu certo: cá estou eu, repetindo alguns pratinhos de cuscuz com azeite ao longo do dia. Acho que o mais importante do cuscuz é a fartura. Quanto mais ingredientes misturados no fubá, mais gostoso ele fica. Eu, particularmente, adoro aquele gostinho levemente adocicado que os ingredientes deixam na massa. 

Tem gente que faz com sardinha em lata ou atum. Eu prefiro com camarão. Mas você pode modificar, de acordo com o gosto ou com o bolso. 

Então anote a receita e bom proveito! 

1/2 kg de fubá grosso ou farinha de milho (podem ser aqueles preparados para polenta ou cuscuz nordestino)

01 vidro de massa de tomate

01 lata de palmito

01 lata de milho 

01 lata de ervilha

1/2 xícara de azeitonas picadas

Alho e cebola bem picados

Azeite de oliva

3 ou 4 tomates picados em rodelas 

500g de camarões limpos (pode substituir por atum ou sardinha em lata)

3 ovos cozidos cortados em rodelas

Sal

Temperos a gostos: páprica, cominho, pimenta-do-reino, etc.

Modo de fazer: 

Numa panela funda, aqueça 1/2 litro de água. Acrescente um pouco do alho e da cebola picados e coloque um pouco de sal. Quando estiver fervendo, abaixe o fogo e acrescente com cuidado o fubá e vá mexendo para não empetolar. Quando estiver bem homogêneo, acrescente a massa de tomate e vá mexendo. Cozinhe a massa mais um pouco e desligue o fogo. A massa deve ficar cremosa, com a consistência de uma polenta grossa. 

Numa outra panela, doure o alho e a cebola no azeite e acrescente todos os ingredientes: os camarões, o milho, a ervilha, o palmito,as azeitonas e o tomate. Refogue rapidamente e adicione os temperos a seu gosto. Eu gosto e deixar a mistura levemente apimentada. Desligue o fogo.

Pegue uma forma com buraco no meio ou uma tigela refratária. Unte as paredes com azeite e coloque nas paredes algumas rodelas de tomate, palmito e camarões, junto com os ovos cozidos. Eles vão dar aquela aparência externa bonita ao cuscuz. Feito isto, misture a massa com o restante dos ingredientes e despeje na forma. Deixe esfriar e desenforme. 

Pode ser comido frio ou aquecido com azeite por cima. Se quiser incrementar, sirva com um molho de tomate e camarões.